Rum Pampero uma aposta contínua na Arte Urbana

O Rum Pampero apresenta, em nome da Pampero Fundación, um projecto de arte pública contemporânea que visa promover artistas emergentes em três momentos expositivos distintos, entre eles: “Mural Lisboa”, "Mural Porto” e “Outdoor”.

O Rum Pampero apresenta, em nome da Pampero Fundación, um projecto de arte pública contemporânea que visa promover artistas emergentes em três momentos expositivos distintos, entre eles: “Mural Lisboa”, “Mural Porto” e “Outdoor”.

Pampero Public Art 2010 inaugura dia 12 de Outubro, o primeiro dos três momentos expositivos – “Mural Lisboa” – que se divide em duas intervenções: a primeira junto à estação de Santa Apolónia (12 de Outubro) e a segunda no Saldanha (Novembro). O projecto conta com a intervenção de nove artistas procurando, desta forma, realçar a promoção da marca junto dos consumidores. Através da arte, Pampero Fundación visa fomentar a aproximação entre o público e os criadores de forma espontânea, sob uma vertente de “site specific”, subvertendo suportes geralmente pouco utilizados para trabalhos artísticos.

Os momentos expositivos “Mural Lisboa” e “Mural Porto” procuram o reaproveitamento de um espaço fachada/ devoluto já previamente existente, mas também a intenção de valorizá-lo, apresentando-o como um elemento tão importante para a obra como os próprios objectos. A primeira intervenção “Mural Lisboa” apresenta os artistas Vanessa Teodoro, Tamara Alves, Smile e José Carvalho e a segunda, no Saldanha, Leonor Morais e Paulo Arraiano. Para o “Mural Porto”(Outubro), as intervenções ficam a cargo de Sphiza e Mr. Dheo na Baixa do Porto, na Praça D. Filipa de Lencastre.

Também no dia 12 de Outubro, inaugura “Outdoor”, suporte geralmente usado para publicidade ou para propaganda política que aqui surge como um suporte artístico, podendo equivaler-se a uma tela, papel ou material escultórico, contará com a intervenção de Sr. Ricardo.

A parceria com a Câmara Municipal e Porto Lisboa – entidades que têm desempenhado um papel regular e importante ao apoiar a arte e artistas emergentes – resulta de forma benéfica para o projecto, ao apresentar uma programação concertada na arte urbana. Como exemplo, Paulo Arraiano, Leonor Morais e Vanessa Teodoro são já referências nacionais e que, agora, se juntam a nomes com um futuro promissor no panorama da arte urbana contemporânea.

Pampero Public Art 2010 tem como principal intenção, privilegiar o lugar do espectador, ao tomar a iniciativa de promover um encontro. Do mesmo modo, visa facilitar o acesso à sua percepção sensorial, não se tratando somente do público que passa a ser entendido como motivo de localização invulgar da obra, mas também no próprio espaço envolvente.

Tags from the story

Deixa-nos o teu comentário: