Habitats Alternativos

Seja temporário ou permanente, sejamos nós nómadas ou sedentários, todos precisamos de um espaço para viver.

Seja temporário ou permanente, sejamos nós nómadas ou sedentários, todos precisamos de um espaço para viver. Esta necessidade milenar que nasce na pré-historia quando o ser humano começa a utilizar as cavernas como refúgio para se proteger das intempéries é muito diferente da necessidade que temos hoje em dia. Além da função de abrigo, adiciona-se a função estética e cada vez mais tende-se a evoluir para o capricho, ou melhor, para satisfazer não só esta necessidade básica mas também a vontade de encontrar e possuir o espaço ideal para viver de acordo com a cultura e local onde se habita, tendo em conta o nível e estilo de vida que se tem. O meu post de hoje é dedicado aos “habitats” alternativos que começam cada vez mais a emergir por todo o mundo. Trago-vos três exemplos de espaços para viver, pensados para os seres que lá no fundo tem um espírito bem nómada e que gostam de o ser com criatividade.

A Casa Ovo

Dai Haifei é um daqueles seres que, para além de espírito nómada, transpira criatividade e técnica. Construiu a sua própria casa na cidade de Pequim, em plena via pública. Chamam-lhe a casa ovo, porque foi construída com essa forma. Madeira, tiras de bambu, barras de aço, material anti-fogo e impermeabilizante foram os materiais utilizados para a sua concepção. Esta casa, além de inovadora é ecológica. O seu autor revestiu-a com com pequenos sacos cheios de aparas de madeira e sementes de relva, que servem como isolamento e aplicou um painel solar destinad ao aquecimento. O projecto foi nomeado para os “ China Architecture Media Awards 2010”

Fotografia: AFP/ Getty images

Cricket Trailer

Deixemo-nos levar até onde nos apetecer com a flexível, eficiente e amiga do ambiente “Cricket trailer”. Esta reinvenção, que tem como ponto de partida a mítica caravana foi especialmente pensada e desenhada para os amantes das actividades ao ar livre com vontade de explorar territórios desconhecidos mas fazê-lo de forma funcional e com estilo, uma vez que cada um destes “ grilos com rodas” é totalmente personalizado de acordo com aquilo que cada cliente pretende. O inventor chamase Garret Finney, é arquitecto e trabalhou para a NASA, no módulo habitacional para astronautas, projecto esse que o influenciou na criação da “Cricket trailer”.

Fotografia: www.crickettrailer.com

Cité a Docks

Este último projecto é um pouco o inverso dos dois primeiros. De algo amovível, como o contentor, se constrói algo de permanente. Pela mão dos Cattani Architects surgiu o novo complexo de residências para estudantes, a “Cité A Docks” em Le Havre, França. Esta nova pequena cidade de 100 apartamentos resulta da transformação de antigos contentores em unidades habitacionais de 24m2, totalmente equipadas com todo o conforto necessário aos seus habitantes. Cada um dos módulos contém quarto de dormir, cozinha e casa de banho.

Fotografia: Vincent Fillon

Deixa-nos o teu comentário: