ID: Arthur Jacob

Manequim Lisboa

ARTHUR JACOB, Lisboa

Manequim

Descreve-nos o teu trabalho em três palavras.
Emoção, criatividade, stress.

Qual a primeira coisa que pensas quando acordas de manhã?
Comida! Mas muitas vezes acabo por não tomar o pequeno-almoço.

Em pequeno, o que querias ser quando fosses grande?
Pode parecer estranho, mas queria mesmo muito ser paleontólogo.

Quais os teus ídolos?
São muitas as personalidades que valorizo, principalmente aquelas que se destacaram pelas suas ideias inovadoras e revolucionárias, como por exemplo Stephen Hawking, Mahatma Gandhi, Anna Dello Russo, The Beatles, etc.

Quais foram as férias mais inesquecíveis e insólitas que fizeste na vida?
Foram as férias que passei em Moscovo há dois anos. Estava em Treviso, no norte da Itália, quando recebemos uma carta com o convite para o casamento da minha prima em Moscovo, foi tudo extremamente espontâneo, toda a família fez as malas e cá estávamos nós, no avião, eu ao lado da minha tia que rezava as Ave Marias por ter medo de voar, o meu tio barrigudo com a camisola branca e vermelha do ACM ( Associazione Calcio Milan ) a ler as suas revistas, a frente estava a minha mãe que discutia “delicadamente” com o meu pai dizendo que o lugar dela estava por cima do motor do avião e que é perigoso. Bem, foi super divertido, já há muito que a família toda não se reunia assim, e claro, a cidade de Moscovo era linda como sempre, não tinha nada aquele ar socialista, robusto e monótono, muito pelo contrário, cheirava a megapolis – uma cidade enorme com uma história ainda maior.

Tens animais de estimação?
Eu pessoalmente não tenho, mas agora está cá em casa um animalzinho bastante dócil, um Silky Terrier Australiano, é duma amiga minha, vou ter de cuidar dele por uns tempos… ou talvez ele vai cuidar de mim.

Cantas no chuveiro? O quê?
Sim, infelizmente canto tudo, mas dou preferência a rocalhadas.

Ainda vês televisão ou cedeste à internet?
Sou um grande fã da TV e do sofá, mas ainda bem que nunca estou parado em casa, tenho sempre algo para fazer, por isso “ver televisão” é uma coisa que faço poucas vezes.

Qual é o melhor sítio para te inspirares?
Não sei bem, depende talvez do estado de espírito. Eu adoro florestas, muita vegetação, lagoas, rios, etc. Se calhar neste momento o Jardim da Estrela seria um bom sítio para ganhar energia e para me inspirar.

O que andas a fazer neste momento?
Neste momento estou a dar o meu melhor nas frequências universitárias, mas já não falta muito para acabar, depois é fazer as malas e…. Milano here I go!

Tags from the story
, , , ,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.