Burel Factory

A Burel Factory pegou nesse património único e adaptou-o aos tempos de hoje, fazendo assim revitalizar o valor das nossas riquezas tradicionais para que não fossem esquecidas mas reinventadas de forma dinâmica e inovadora.

Hoje damos a conhecer uma marca 100% portuguesa – a Burel Factory – com sede em Manteigas – Serra da Estrela.

Para quem não conhece, o burel é um tecido artesanal português, 100% lã, de alta qualidade e resistência, qualidade essa que provém do seu particular processo de fabrico. Antigamente, o burel era bastante usado pelas famílias em peças domésticas, por exemplo as típicas capas dos pastores eram feitas de burel precisamente devido a toda a sua resistência.

A Burel Factory pegou nesse património único e adaptou-o aos tempos de hoje, fazendo assim revitalizar o valor das nossas riquezas tradicionais para que não fossem esquecidas mas reinventadas de forma dinâmica e inovadora. Para além de pegarem num produto típico português, tiveram preocupação em dar trabalho às pessoas da Serra que anteriormente trabalharam com o mesmo material, mas para outros fins e ao mesmo tempo, deram oportunidade a jovens artistas portugueses a dar voz à sua criatividade. Conseguiram então aliar a paixão, dedicação e entrega de quem trabalha este saber antigo à mão e um design inovador, relevante e surpreendente.

O espaço onde tudo se cria, é na sala das linhas da fábrica de lanifícios da vila de Manteigas, lá as costureiras experientes trabalham o burel, transformando-o em peças únicas numa iniciativa multi-disciplinar, de forma, a criar peças únicas e originais, altamente criativas, demonstrando a versatilidade do burel e a qualidade do produto português. As restantes peças de autor, actualmente, estão ao cargo da Sara Lamúrias, 0Kcal, Gonçalo Campos, Sofia Machado e João Paulo Assunção.

Espreitem o site! Onde para além de verem as peças, podem folhear o catálogo que recentemente foi de viagem até à Feira “Interiorlifestyle” em Tóquio.

E para quem estiver por Lisboa, não deixe de visitar a loja que se situa na Rua do Almada, porta 103.

“Acreditamos em recriar o passado, tornando-o presente para ser sempre o agora.”


Também poderás gostar



Tags from the story
,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.