Longchamp, com Audrey Marnay a encarnar uma Amazona urbana

Fotografada pelo fotógrafo de moda e de arte contemporânea, Mikael Jansson, os visuais captam a modelo tornada actriz, de cabelos flamejantes, no lindo cenário natural de Lubéron, região no sul de França.

Fotografada pelo fotógrafo de moda e de arte contemporânea, Mikael Jansson, os visuais captam a modelo tornada actriz, de cabelos flamejantes, no lindo cenário natural de Lubéron, região no sul de França.

Na campanha, cuja direcção artística e estilismo ficou a cargo de Lee Swillingham e Karl Templer, ambos muito respeitados na indústria da moda, Audrey Marnay desempenha o papel de uma Amazona moderna. Uma mulher com garra, atitude e de forte espírito, que inspira a colecção Outono-Inverno 2011 da Longchamp.

Aqui, Audrey usa sempre a estrela desta estação, a Balzane bag, com a sua “assinatura” trompe-l’oeil no pormenor “saddle-cum-flap”, e usa várias peças chave da colecção Prêt-a-Porter da marca, tais como uma mini-saia e um revisitado blusão de aviador,  em pêlo de vitela preto e branco.

Com ênfase em sofisticados designs elaborados em couro, a campanha claramente remonta ao legado de artesanato da Longchamp, mas interpreta os valores da marca numa forma inteiramente moderna e actual, de forma notável: transformando o cavalo tradicional da mítica Amazona  – e o histórico símbolo da Longchamp – numa mota.

Marie-Sabine Leclercq, Directora de Global Communications da marca, comenta: “Esta campanha representa um virar de página para a Longchamp. Estes visuais surpreendentes não ilustram apenas a sua experiência histórica, como também o seu lado chique, com um toque rock ‘n’ roll, demarcando a sua transformação numa marca verdadeiramente moderna, urbana e cosmopolita.”

A campanha da Longchamp para o Outono 2011 está a irromper nos principais meios internacionais, desde o final do passado mês de Agosto.

Deixa-nos o teu comentário: