ID: Mami Pereira

Jornalista/Blogger Lisboa

MAMI PEREIRA, Lisboa

Jornalista/Blogger

Descreve-nos o teu trabalho em três palavras.
Humor, Hamor e alguns erros.

Qual a primeira coisa que pensas quando acordas de manhã?
“Ai que bom… não ter de ir trabalhar!”

Em pequeno, o que querias ser quando fosses grande?
Bailarina, arqueóloga ou caixa de supermercado. A dança já lá vai, peguei na arqueologia por outro lado mas isso do supermercado…

Quais os teus ídolos?
A Beatriz Costa (que era bem mais que uma pequenota de franjinha). Deu a volta ao mundo não sei quantas vezes e escreveu uma data de livros a contar as aventuras. Ela dizia assim “Se o leitor veio até aqui em busca de Literatura, deixe-me em paz e vá ler o Camilo Castelo Branco…”. Roubei para a introdução do meu C.V. Se lhe puserem umas asas e uma varinha, é a minha fada madrinha.

Quais foram as férias mais inesquecíveis e insólitas que fizeste na vida?
Eu gostava muito de fazer aquelas excursões de velhotes, muito baratinhas, em que no fim só temos de comprar os jogos de cama ou os trens de cozinha. Mas enquanto isso não acontece, tenho que falar da minha insólita ida à Índia, transformada numa quase novela com o charmoso nome de Chamuças de Bacalhau (grates aqui).

Tens animais de estimação?
Tenho um cão-a-pilhas chamado zézé (com letra pequena). É tipo Bruno Aleixo, com a diferença que percebe tudo o que eu digo mas nunca se dá ao trabalho de responder.

Cantas no chuveiro? O quê?
No chuveiro só Lena D’Àgua.

Ainda vês televisão ou cedeste à internet?
A última novela que vi foi a Vamp, acho que isso diz tudo!

Qual é o melhor sítio para te inspirares?
Gosto muito de andar de transportes. Sou a única pessoa que conheço que gosta genuinamente de andar de autocarro, disso e de pombos!
Mas inspiração da pura só na leitura… Deliro com a revista K. (uma relíquia dos anos 90). Os artigos valem todos um bitoque na Marítima de Xabregas. Nessa altura ainda se era gajo! E claro, gosto tanto do Esteves Cardoso e do Cardoso Pires que eu própria estou a pensar mudar de apelido.

O que andas a fazer neste momento?
Neste momento sou Arqueolojista. Assalto lojas antigas e roubo imagens bonitas, diálogos castiços e histórias do arco-da-velha. Vou a todas, das boutiques das madames, às tascas onde se “enche a cara”, do balcão riscado de tanto 1X2, ao engraxador mais pinga amor. É um blog armado em site que quer divulgar as pérolas (porque as ostras já lá vão).

Tags from the story
, , ,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.