Branca Cuvier + Ana Guimarães + Diana Coelho = Joalharia 100% Made in Portugal

Quem é que não gosta de usar um colar original, uns brincos que chamem à atenção ou mesmo umas pulseiras que façam muito barulho? Adoro acessórios e por isso mesmo é que esta semana decidi abordar um tema que há já algum tempo queria trazer à Janela Urbana: a Joalharia...

Quem é que não gosta de usar um colar original, uns brincos que chamem à atenção ou mesmo umas pulseiras que façam muito barulho? Adoro acessórios e por isso mesmo é que esta semana decidi abordar um tema que há já algum tempo queria trazer à Janela Urbana: a Joalharia… Mas não a joalharia clássica como estão os nossos cérebros habituados a conceber como primeira imagem de jóia. Falo daquele tipo de joalharia alternativa e contemporânea, que revela muito do período em que vivemos e que é 100% made in PORTUGAL! Apresento-vos três meninas muito promissoras nesta área e que vão fazer muitos pescoços, pulsos e dedos felizes nos próximos tempos! Branca Cuvier, Ana Guimarães e Diana Coelho!

————————————————–

BRANCA CUVIER

————————————————–

Branca Cuvier é sem dúvida uma revelação no âmbito da joalharia nacional, explora universos muito diferentes daqueles que estamos habituados a ver no cenário português e para ser sincera aprecio muito a ousadia! Começou o seu percurso artístico e formativo na António Arroio e passou pela Ar.Co onde estudou pintura, desenho e joalharia. Mais tarde em 2007, já depois de ter iniciado o seu percurso profissional por conta própria foi convidada a exibir a joia “White Faith” na Sieraad Fair 2007 em Amesterdão e foi seleccionada pouco tempo depois pelo New Traditional Jewellery 2007 para exibi-la também no CODA Museum em Apeldoorn. De 2008 a 2009 colaborou com a designer Lidija Kolovrat e em 2010 é admitida na Gerrit Rietveld Academie. Neste período as suas peças foram expostas tanto em Hamburgo através do Projecto Steinbeisser de Martin Kullik como na Pinakothek Der Moderne em Munique onde integrou a exposição My Suitcase is my Oyster com a peça “Secret’s Dealer”. Em 2010 tem a oportunidade de fazer um estágio com Lucy McRae, experiencia muito inspiradora para o seu percurso futuro. O seu regresso a Portugal é marcado pela criação das 3 marcas que dirige actualmente. A Baguera, Glittertart e Branca Cuvier, muito diferentes mas igualmente interessantes. Na Baguera, a linha que defende ser joalharia de autor a preços acessíveis, exercita a sua criatividade através de formas orgânicas e coloridas com materiais que vão desde o acrílico, tecido até às frutas e o sabão. Esta marca foi recentemente seleccionada para figurar nos Pops (Projectos originais portugueses) no Museu Serralves e encontra-se também à venda na Loja Useless, no espaço Lounge da Experimenta Design. A marca que assina com o próprio nome é mais conceptual e também muito mais pessoal, onde explora objectos que ultrapassam a realidade mundana e nos levam a repensar a estética convencional. Com a Glittertart pretende satisfazer de forma personalizada os desejos dos clientes e por isso propôs-se a uma vertente mais clássica seja nos materiais como no design das peças.

www.brancacuvier.com
www.baguera.eu
www.glittertart.com

————————————————–

ANA GUIMARÃES

————————————————–

Jewels don’t shine é o nome marca que apresenta as obras de Ana Guimarães. Desde que acabou a formação de designer de joalharia na ESAD (Escola superior de Arte e Design de Matosinhos) no ano de 2008 a jovem designer ainda não parou de criar! Tem mais do que um projecto neste momento no âmbito da joalharia contemporânea e acessórios de moda, mas o meu preferido é sem dúvida o Projecto B-gode, desenvolvido em parceria com a designer gráfica Helena Reis. Já nos apercebemos que o bigode é um “acessório” que esta na moda nos tempos que correm e porque é que as mulheres não o podem usar também? Foi isso que as duas designers fizeram, tornaram uma tendência que nas mulheres à primeira vista é repulsiva, num adorno natural para ser usado com orgulho! Outros projectos também com muito interesse da mesma autora são o projecto Gum que explora a joalharia de intervenção, B for button, uma série de anéis muito originais feitos com botões, e o Silhouettes também esta uma colecção de anéis mas com silhuetas diversas em prata de lei e outros materiais como o acrílico. As suas obras são bastante versáteis no sentido em que algumas apresentam uma vertente mais conceptual, outras uma mais comercial, mas todas elas com uma boa dose de bom humor! “Gosto de brincar com as peças que crio, tento tornar um objecto de adorno em algo mais… o nosso dia à dia já é tão aborrecido, porque não brincar com os objectos que usamos para alegrar um bocado as coisas…”

www.jewelsdontshine.com

————————————————–

DIANA COELHO

————————————————–

Conheci a Diana Coelho na Faculdade de Arquitectura onde frequentávamos ambas o mesmo curso e a mesma turma até que ela, muito corajosa decidiu desistir daquele mundo para seguir aquilo que realmente lhe fascinava, a joalharia. Rumou a Londres onde tirou um Master em Joalharia na London Metropolitan University e ali teve oportunidade de contactar não só com uma outra cultura mas também com pessoas de todas as partes do mundo, o que lhe trouxe uma maior sensibilidade e tolerância a diferentes formas de pensar, trabalhar e de estar na vida. Após acabar o curso decidiu regressar a Portugal com o intuito de abraçar novos desafios profissionais que lhe permitissem crescer enquanto profissional e pessoa e assim foi, por cá começou a criar peças de sua autoria no atelier que fundou em sua casa ao mesmo tempo que estagiava com o joalheiro Valentim Quaresma. Recentemente, além do seu projecto pessoal, Diana colabora com outros designers e marcas de joalharia como freelancer. As peças da Diana são elegantes, contemporâneas e coloridas como a própria autora. “A minha marca é a minha identidade. Sou eu, é a minha personalidade. As minhas jóias/acessórios são sempre sobre quem sou e sobre aquilo de que gosto.” Normalmente coisas simples como por exemplo uma fotografia, uma determinada cor ou mesmo uma música ou filme servem como ponto de partida para as suas peças. A ideia aliada aos materiais que usa, normalmente fora do comum como o cetim, a camurça ou mesmo a cerâmica resultam em peças inovadoras, originais, e muito bonitas. Em paralelo Diana contribui para a divulgação de várias temáticas ligadas à joalharia contemporânea com o seu blogue Dear Jewellery Lovers.

dianacoelhojoias.blogspot.com
dearjewellerylovers.blogspot.com

Se precisavam de sugestões para as prendas de Natal penso que vos solucionei o problema… ou não?

Também poderás gostar



1 Comment

  • nr. 686/2008 din 24 iunie 2008 privind aprobarea normelor megocolotide de aplicare a Ordonantei de urgenta a Guvernului nr. 50/2008 pentru instituirea taxei pe poluare pentru autovehicule NOTA ACT: Emitent: Guvernul Publicat in

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.