Valerio Spada

Valerio é um dos mais promissores fotógrafos italianos dos últimos anos. Nasceu em 1972 em Milão e, após muitos trabalhos na área da moda e da publicidade, ganhou recentemente o grande prémio do Photography Book Now 2011 com o Gomorrah Girl...
[wide][/wide]

Esta semana apresento-vos Valerio Spada, a quem, recentemente, tive a oportunidade de entrevistar. Valerio é um dos mais promissores fotógrafos italianos dos últimos anos. Nasceu em 1972 em Milão e, após muitos trabalhos na área da moda e da publicidade, ganhou recentemente o grande prémio do Photography Book Now 2011 com o seu ultimo trabalho denominado Gomorrah Girl composto de uma compilação de fotografias de temática controversa, ilustrando a realidade da população, mais concretamente a das jovens adolescentes que habitam os bairros críticos de Nápoles onde a Mafia ainda reina…

Conta-nos lá, quem é Valerio Spada? Esta pergunta foi a que me bloqueou durante meses e é a razão pela qual demorei tanto tempo a responder à tua entrevista. Para dizer a verdade não te sei responder, é muito difícil… A única coisa que te posso dizer é aquilo que faço: faço fotografia.

Que personalidades mais te inspiraram no percurso da tua carreira como fotógrafo? Posso nomear alguns, desde fotógrafos a outras pessoas relevantes para mim, como Jim Goldberg, Duane Michals, Luc Delahaye, Jimmy Scott, Roberto Goyeneche, Larry Clark, Ernst Ludwig Kirchner, Carmelo Bene ou Andrea Pazienza.

Quando e como começaste a trabalhar no projecto Gomorrah Girl? Este projecto começou em 2008 e prolongou-se até 2011, quando comecei a visitar frequentemente uma zona do norte de Nápoles e a permancer ali por um longo periodo de tempo.

O tema foi escolhido de forma intencional ou aconteceu por acaso? O tema não foi escolhido casualmente. Um dia parti para Nápoles e ali encontrei sempre vários motivos para voltar. Foi muito difícil ter que acabar com as viagens ao sul uma vez que tive que começar a dar forma ao livro, mas era necessário.

Gomorrah Girl é um livro que tem como base uma história verdadeira e que nos conta através de imagens um incidente trágico, mas não só… Escondida, existe uma outra situação que queres indirectamente mostrar, podes contar-nos um pouco desta história dentro da história? É um retrato da força e da beleza das jovens adolescentes que vivem em Scampia, Scondigliano, Secondigliano, Forcella, Piscinola entre outras áreas desfavorecidas de Nápoles.

Quando decidiste participar no grande prémio do Photography Book Now 2011, quais eram as tuas expectativas? Honestamente, não eram altas, por uma questão de estatística talvez… Lembro-me que vi na altura que as inscrições eram cerca de 2000 no momento e os trabalhos eram realmente bons. Pensei que fosse verdadeiramente improvável vencer. Pensei mesmo que o livro não tinha sequer chegado à sede do concurso ou que tivesse chegado com muito atraso. Sou sincero, tenho uma relação amor/ódio com este livro… Algumas vezes não gosto dele mas depois outras em que penso que é o livro mais interessante e belo alguma vez feito, portanto penso que as minhas expectativas seguiam muito o ritmo destes sentimentos na altura.

Tags from the story
,

Deixa-nos o teu comentário: