Simplesmente…Maria!

Simplesmente Maria cruza a trama de um folhetim escrito ao género dos sucessos radiofónicos com o quotidiano da década de 70 em Portugal, através de estórias ficcionadas de actores que o interpretam.

[wide]Simplesmente-Maria-(foto-promocional)[/wide]

Houve uma altura em que Portugal parava e encostava o ouvido ao rádio para seguir as peripécias de uma rapariga da província que deixa a sua aldeia para trabalhar como empregada doméstica em Lisboa, onde vive um romance condenado à partida com um jovem de boas famílias. Foi esse mesmo folhetim, Simplesmente Maria, que inspirou Mirró Pereira a criar uma peça a partir do universo radiofónico dos anos 70 e inspirado nos folhetins de rádio-teatro.

Simplesmente Maria cruza a trama de um folhetim escrito ao género dos sucessos radiofónicos com o quotidiano da década de 70 em Portugal, através de estórias ficcionadas de actores que o interpretam. O espetáculo está repleto de música, notícias, jingles, revolução, amor, drama, comédia e, por todo o lado, referências que transportam o espectador ao período que antecede o 25 de Abril.

Simplesmente Maria | de 7 a 24 de Fevereiro n’ “A Barraca” | texto e encenação de Mirró Pereira | interpretação de Ana Lopes Gomes, Carolina Parreira, Daniel Moutinho, Joana Barros, Pedro Luzindro, Bernardo Gavina e as vozes de José Neves e Anabela

 

 

 

 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.