SHO(R)T: Nelson Évora

Nelson Évora nasceu na Costa do Marfim, mas veio para Portugal com cinco anos. A sua aptidão para o desporto começou a dar nas vistas bem cedo. Aos 23 anos, sagrou-se campeão do mundo do triplo salto nos Mundiais de Osaka, em 2007, e no ano seguinte, em Pequim, torna-se o 4º português a trazer uma medalha de ouro dos Jogos Olímpicos.

[wide]Nelson[/wide]

Qual a tua primeira memória?

Não tenho nenhuma primeira memória específica. Mas tenho lembranças de quando cheguei a Portugal, vindo da Costa do Marfim. Lembro-me de ser uma cidade muito diferente da Costa do Marfim, da língua e do clima serem as grandes diferenças.

 

O que querias ser quando tinhas 12 anos?

Aos 12 anos vivia em Odivelas, andava na escola (creio que no 7º ano) brincava com os meus amigos na rua onde morava e já sentia uma enorme aptidão para o desporto. Lembro-me de passar tardes inteiras na rua a brincar, com os amigos que ainda são os meus amigos de hoje. Depois das aulas, dos trabalhos de casa feitos e do belo lanche que a minha mãe me preparava, saía de casa pronto para correr. Todas as nossas brincadeiras implicavam correr e saltar e eu adorava. Mesmo assim, aos 12 anos, não tinha ainda a ideia de que um dia me ia dedicar, por inteiro, ao desporto profissional e ao triplo-salto, em concreto.

Uma palavra que odeies e uma que ames.

 

Gosto muito da palavra “persistência” e não gosto nada da palavra “desistir”.

 

Uma coisa que nunca vestirias.

No Carnaval acho que não há limites.

 

O que tens na tua mesa-de-cabeceira neste momento?

Tenho alguns livros.

 

A coisa que mais te enche de orgulho.

A minha medalha de ouro olímpica.

 

Se a tua vida fosse um filme ou uma cena de um filme, qual seria?

Seria sempre um filme de acção, que implicasse cenas em alta velocidade, em fast forward, tendo em conta a velocidade a que o tempo passa. Talvez uma mistura do Déjà Vu, com o Denzel Washington e o 60 Segundos, com o Nicholas Cage. Um atleta, também só pensa em alcançar a meta, em chegar antes do tempo e antes de todos.

Agradecimentos:

Glam

 

Tags from the story
,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.