SHO®T: Ruben Rua

Foto: Tiago Costa
Ruben Rua é menino para deitar por terra em dois tempos aquele preconceito estafado de que os manequins não têm nada na cabeça. Palavras para quê? É um homem do Norte, carago!
Foto: Tiago Costa
Foto: Tiago Costa

Ruben Rua é menino para deitar por terra em dois tempos aquele preconceito estafado de que os manequins não têm nada na cabeça. Aos 26 anos, e com uma carreira cheia de sucesso, tanto nacional como internacional, ainda concilia as suas funções como booker da agência Elite Lisbon e o curso de Ciências da Comunicação. Palavras para quê? É um homem do Norte, carago!

 

Qual a tua primeira memória?

Abrir a testa no infantário. Quatro pontos e a minha primeira memória. Brincadeiras…

O que querias ser quando tinhas 12 anos?

Acho que cientista. A possibilidade de mudar o mundo e o modo como vivemos aliciava-me. No entanto, o mais engraçado terá sido o meu desejo de criança em ser cantoneiro. Fascinava-me ir pendurado no camião do lixo.

Uma palavra que odeies e uma que ames…

Amo a palavra “Porto” (clube e cidade). Odeio a palavra “sovaco”!

Uma coisa que nunca vestirias…

Sapatos de vela.

O que tens na tua mesa de cabeceira neste momento?

Um livro sobre liderança. É um tema pelo qual me interesso desde sempre.

 A coisa que mais te enche de orgulho…

A minha família.

Se a tua vida fosse um filme ou uma cena de um filme, qual seria?

É impossível referir um filme que represente a minha vida, mas o “Alfie” talvez consiga abranger parte.

 

Tags from the story
, ,