A Virgem Doida no Teatro do Bairro

[wide]

Foto: Bruno Simão
Foto: Bruno Simão

[/wide]

Mónica Calle regressa com A Virgem Doida, a peça que marcou a abertura da Casa Conveniente em 1992, num rés-do-chão do Cais Sodré.

Assente num texto de Rimbaud, este monólogo-striptease é um espectáculo despido de preconceitos e tabus, onde a actriz se coloca numa posição de questionamento, exposição e de descoberta onde o desafio é descobrir o que é a Liberdade.

Este espectáculo faz parte do evento “O Lado F da Arte” organizado pela Rede 8 de Março e que tem uma programação dedicada ao Dia Internacional dos Direitos das Mulheres no Teatro do Bairro.

Mais informações em http://rede8marco.wordpress.com/o-lado-f-da-arte/

Dia 9 de Março | Teatro do Bairro | Entrada Livre

Subscribe

Subscribe now to our newsletter

Ao clicares nesta caixa, concordas (SIM) com os nossa política de privacidade e armazenamento dos teus dados para (e somente) envio te publicações periódicas sobre os conteúdos que publicamos na Janela Urbana.