Paisagem Autónoma

No dia 15 de Março a paisagem da Madeira transforma-se em arte.
[wide]Ricardo Barbeito, Ovos ocos [/wide] Ricardo Barbeito, Ovos ocos

 

No dia 15 de Março a paisagem da Madeira transforma-se em arte. As exposições Max Römer e A Duas Velocidades , integradas no projecto Centro das Artes Global e patentes no Centro das Artes Casa das Mudas, levam-nos numa viagem dupla através da beleza da “pérola do Atlântico”. As paisagens do dia-a-dia são revisitadas, reinterpretadas e redescobertas num percurso estético, de reflexão e cronológico.

De um lado, a exposição Max Römer reúne a maior retrospectiva do pintor alemão que viveu na Madeira durante quatro décadas, levando-nos através de paisagens paradas no tempo. De outro lado, A Duas Velocidades oferece outro panorama, graças ao olhar de nove artistas contemporâneos de diferentes proveniências: Bernardo Mendonça & Tiago Miranda, Hugo Olim, Lucília Monteiro, Luísa Cunha, Miguel Palma, Ricardo Barbeito, Rigo e Yonamine.

No centro de ambas as exposições está a paisagem da Madeira, única e verdadeira protagonista, indiscutível riqueza e património imprescindível para o presente e o futuro da região.

De 15 de Março até 30 de Novembro |  Centro das Artes Casa das Mudas | Madeira

 

Deixa-nos o teu comentário: