Novas exposições no Centro de Arte Moderna

"Galápagos", "Razões Imprevistas" e "A Obra Perdida de Emmerico Nunes" inauguram esta Sexta-feira.

[wide]JeremyDeller.CockFight.2010[/wide]

Na próxima Sexta-feira, 19 de Abril,  inauguram três novas exposições no Centro de Arte Moderna da Fundação Gulbenkian.

Em “Galápagos” são apresentadas as obras resultantes de uma residência artística organizada em conjunto pela delegação inglesa da Gulbenkian e pela Fundação para a Conservação das Galápagos. Ao longo de cinco anos, diversos artistas passaram um período neste arquipélago, estabelecendo relações entre a arte e o ambiente local.

“Razões Imprevistas” é a primeira retrospectiva dedicada a Fernando de Azevedo, uma das figuras centrais do surrealismo português e membro do Grupo Surrealista de Lisboa. É uma mostra de obras escolhidas a dedo entre o seu vasto trabalho.

Um conjunto de desenhos realizados por Emmerico Nunes para o jornal alemão Meggendorfer Blatter estará patente em A Obra Perdida de Emmerico Nunes”. Segundo a Fundação, são trabalhos que se julgavam perdidos na sequência da destruição de Munique na II Guerra Mundial.

 

CAM | Fundação Calouste Gulbenkian | de 19 de Abril a 7 de Julho | Lisboa |

Deixa-nos o teu comentário: