O Consumo Feliz da Arte

O dia do Museu é todos os dias, no Museu Coleção Berardo.
[wide] Sabonete Palmolive, Edwin Byatt, 1939, Coleção Berardo De Arte Publicitária[/wide]

Sabonete Palmolive, Edwin Byatt, 1939, Coleção Berardo De Arte Publicitária.

 

Mães felizes, crianças rechonchudas, mas também mulheres sensuais, navios de guerra, motores ribombantes. A Publicidade chegou ao Museu Coleção Berardo

 

 

Em O consumo Feliz, cerca de 300 peças originais pintadas a mão, parte de um acervo único no mundo que conta com 1500 exemplares da firma inglesa James Haworth & Company, acompanham-nos numa viagem épica através do Sec. XX. A imagem publicitária não só como slogan, mas também como arte, expressão de uma época, documento onde, entre carne enlatada e sabonetes Palmolive, surge o retrato de uma sociedade inteira, a nossa.

 

 

Enquanto isso, no Piso 2 do Museu, reabre a exposição permanente da Coleção Berardo, uma galeria que reúne os nomes mais importantes da História da Arte ocidental do século passado. Picasso, Duchamp, De Chirico, Ernst, Rothko, Warhol, Fontana, Miró, artistas inconturnáveis entre muitos outros, todos felizmente expostos no Museu Coleção Berardo.

 

Vista Exposicao MCB 1900-1960, Obras Andy Warhol. Foto: David Rato
Vista Exposicao MCB 1900-1960, Obras Andy Warhol. Foto: David Rato

 

O Consumo Feliz | 17 de Maio-27 de Outubro | Piso -1

Museu Coleção Berardo ( 1900- 1960) | Exposição Permanente | Piso 2

Deixa-nos o teu comentário: