Alinka Echeverría e o projecto “O caminho para Tepeyac”

[wide]Alinka-Echeverría1[/wide]

A fotógrafa Alinka Echevérria fotografou 350 dos cerca de seis milhões de peregrinos que anualmente sobem ao santuário de Tepeyac, no norte da Cidade do México para a série “Camino al Tepeyac”, um projecto que fala da mexicanidade e da fé através da iconografia religiosa criando assim um registo sociológico e uma colecção de arte conceptual que retrata a riqueza iconográfica que tem este percurso de peregrinação.

Os peregrinos da Virgem de Guadalupe idealizam, constroem e carregam nas costas uma representação própria da divindade que pode chegar a tamanhos gigantes, o que fez do trabalho de Alinka um inventário de imagens e imaginários, um catálogo da virgem representada das mais diversas formas e tamanhos. Neste projecto, o peregrino aparece oculto. Nós, como espectadores, nunca vemos as suas caras nem o local aonde de dirigem.

Alinka nasceu na Cidade do México em 1981. Formou-se no International Center of Photography em Nova Iorque e tem um mestrado em Antropologia Social da Universidade de Edimburgo. Em 2011 ganhou o Prix HSBC Pour la Photographie em França.

O trabalho completo pode ser visto aqui.

[wide]Alinka-Echeverría2[/wide]

 

[wide][/wide]
Tags from the story