Dear Future, a cidade mudou

Enquanto os arquitectos na Trienal de Arquitectura de Lisboa debatem sobre a arquitectura e a cidade do Presente, há quem, a partir do Presente, já imagine a cidade de amanhã.

Enquanto os arquitectos na Trienal de Arquitectura de Lisboa debatem sobre a arquitectura e a cidade do Presente, há quem, a partir do Presente, já imagine a cidade de amanhã. Para isso, foram convidados diferentes arquitectos e ilustradores portugueses para passar para o formato postal, a sua visão de Lisboa daqui a 100 anos. O projecto tem um nome evocativo –Dear Future-, e inspira-se no trabalho do artista francês Jean Marc Coté, que, por ocasião da Exposição Universal de Paris de 1900, criou, no começo do século passado, uma série de postais que retratavam o mundo de um fantástico e longínquo ano 2000. Como então, também os postais do Dear Future estão à venda. Quem os comprar, contribuirá para a exposição Par Avion, mas também poderá contribuir com a própria visão do Futuro, enviando à Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva um postal com desenhos, colagens e textos.

Ilustrações de Duarte Lobo Antunes e Caetano de Bragança.
“Dear Future”, de Duarte Lobo Antunes e Caetano de Bragança.

 

"Dear Future", de Pedro Clarke.
“Dear Future”, de Pedro Clarke.

 

Tags from the story