Bloom: International Fashion Showcase

KLAR

Entre 13 e 23 de Fevereiro, o Portugal Fashion estará em Londres para dar a conhecer a frescura da moda nacional, através de 10 nomes promissores. O stand de exposição, concebido em jeito de instalação no nº 180 da rua The Strand, acolherá propostas dos designers Carla Pontes, Carlos Couto, Cláudia Garrido, João Melo Costa, Mafalda Fonseca, O Simone e da marca KLAR. Tirando proveito de toda a dinâmica da London Fashion Week, o Portugal Fashion promove ainda, no dia 16 de Fevereiro, no Freemasons Hall, os desfiles das colecções de Daniela Barros e João Melo Costa, no âmbito da plataforma Fashion Scout.

claudia-garridos
Cláudia Garrido

“O conceito Bloom assenta na ideia de que os jovens designers passam, durante a sua formação, por um processo de incubação e, gradualmente, começam a florescer. Por isso, decidimos criar uma estufa com dimensões reais, no interior de uma sala, onde, inesperadamente, entre plantas verdadeiras, os jovens designers expõem as suas colecções”, afirma Miguel Flor, o coordenador do projecto Bloom e curador da exposição.

O mesmo responsável explica tratar-se de “uma reflexão sobre o processo criativo, uma espécie de auto-retrato sobre as fases de crescimento sequencial, uma resposta natural e progressiva da maturação. Através de uma estufa, de um ambiente controlado, que abriga e promove o crescimento nestes primeiros passos, o espectador é convidado a participar pelo cuidado e atenção que lhes concede. Esta incubadora de talentos pretende auxiliar a criação de novas manifestações artísticas quando estas despertam, permitindo a visibilidade necessária para alcançar o sucesso”, acrescenta Miguel Flor.

klar
KLAR

A CIDADE CRIATIVA DISTINGUE OS MELHORES

A irreverência desta apresentação prende-se com a oportunidade de marcar a diferença num projecto como o Internacional Fashion Showcase, que lança o desafio a embaixadas e instituições culturais de cerca de 30 países, com o propósito de promover exposições em toda a cidade, envolvendo novos nomes, das diversas nacionalidades. Trata-se de uma acção de afirmação de Londres enquanto cidade de moda em que a imprensa e os compradores internacionais constituem os principais públicos da iniciativa. Esta iniciativa criada em 2012 divide, este ano, as apresentações em dois formatos. Por um lado, 14 países (Portugal, Argentina, Áustria, China, República Checa, Estónia, Geórgia, Hungria, Nigéria, Paraguai, Filipinas, Eslováquia, Suiça e Vietname) estarão concentrados no 180 The Strand, um espaço central concebido pelo projecto de arquitectura Pernilla Ohrstedt Studio. Por outro lado, os restantes países terão exposições satélite, distribuídas pela capital inglesa.

Em cada edição, a Internacional Fashion Showcase atribui um prémio à participação mais inovadora, quer pelo conteúdo apresentado, quer pela apresentação do mesmo. Uma distinção decidia por um comité especializado, presidido por Sarah Mower MBE, embaixadora do British Fashion Council para os Telentos Emergentes que colabora, como editora, na Vogue US. Este ano, serão lançadas dois galardões adicionais: o de melhor designer individual e o de melhor curador. Os vendedores das três categorias serão anunciados no domingo, dia 16 de Fevereiro, durante uma recepção privada, a decorrer no 180 The Strand.

E NA PASSARELLE, OS CAÇA-TALENTOS

Os desfiles de Daniela Barros e João Melo Costa reforçam e complementam esta acção, onde a promoção da imagem se associa à divulgação junto de importantes players comerciais de todo o globo. Com início marcado para as 18h30 do dia 16 de Fevereiro, no Freemasons Hall, estas apresentações em passerelle das colecções outono/inverno 2014-15 de dois nomes promissores da moda portuguesa beneficiam da projecção da plataforma Fashion Scout. Com actividade em Londres e Paris, o projecto dedica-se, tal como sugere o próprio nome, à caça de novos talentos, contando para tal com o estreito envolvimento de meios de comunicação social e compradores de todo o mundo.