Os heróis e o bebé milagre

Com todo o drama chamado “terrorismo” e a crise humanitária que se gerou, tendemos a dar nomes àquilo que não podemos nomear. Chamamos-lhe sírios, terroristas, malvados, refugiados, destabilizadores, parasitas. Podemos chamar e pensar tudo isso. Mas temos de ter em conta a humanidade. Antes destas pessoas, individualmente ou em grupo, serem ou não isso tudo, estas são humanos. E como tal, devemos estar uns para os outros, independente de crenças e diferenças. Todos nascemos iguais, talvez no sítio e na hora errada.

Conheçam Khaled Farah, um voluntário sírio que salva vidas todos os dias. Este vídeo fala so história de um bebé que sobreviveu durante mais de dez horas nos escombros.

Subscribe

Subscribe now to our newsletter

Ao clicares nesta caixa, concordas (SIM) com os nossa política de privacidade e armazenamento dos teus dados para (e somente) envio te publicações periódicas sobre os conteúdos que publicamos na Janela Urbana.