Tem-Plate abre concept store gigante em Lisboa

Conhecido como o ‘Soho’ lisboeta, o distrito de Marvila passou de acolher armazéns e fábricas para se tornar no bairro da moda na capital, repleto de espaços de co-working, galerias de arte, cerveja artesanal e salas de espetáculos. Entre estes, está agora também a loja multimarca de moda de luxo Tem-Plate, que acaba de ser inaugurada na Rua Projectada à Matinha.

Um espaço minimalista, com ares futuristas e aparência de galeria, que foi concebido pelos arquitetos de renome com sede em Berlim Gonzalez Haase. Com paredes brancas, piso de cimento e jogos de brilhos e espelhos, que funcionam para separar as diferentes áreas, a Tem-Plate espalha a sua oferta pelos diáfanos 800 metros quadrados, nos quais as roupas têm protagonismo total.

“A Tem-Plate foi criada para se tornar pioneira na exploração dos territórios da moda. Escolher Portugal, com a sua grande herança como indústria produtiva, e Lisboa, pelo seu panorama criativo em movimento, pareceu-nos um primeiro passo lógico”, explicam os seus fundadores, Rune Parks e Robby Vekemans, que acumulam experiência em importantes casas de moda. O primeiro, de origem coreana, com uma trajetória de 20 anos como comprador, destacando-se a sua posição como diretor de moda em Nova Iorque para Henrik Vibskov. E o segundo, como diretor de moda da retalhista belga SN3.

“Em Lisboa, estamos a criar o padrão do futuro. É um laboratório que abre caminho para a exploração do futuro. Esperamos que o nosso modelo cresça em direção a destinos inesperados. Ampliar o nosso canal de e-commerce com as melhores partes da experiência em loja: informar, envolver as pessoas e lançar eventos que apoiem a criatividade local juntamente com a exposição de designers e artistas internacionais”, acrescentam os empresários por trás do projeto. Assim, a Tem-Plate irá propor que, a cada mês, diferentes artistas e designers reinventem o espaço da loja.

Coincidindo com a sua inauguração, no âmbito da celebração da ModaLisboa, a Tem-Plate acolheu, durante 10 dias, uma instalação da coleção outono-inverno 2019 da marca de raízes americanas e portuguesas Ernest W.Baker. Composta por Reid Baker e Inês Amorim, a marca nomeada para o prémio LVMH 2018 inspirou-se no próprio Ernest W.Baker, avô do cofundador, e no seu lar na Detroit da década de 1970. “Desenvolver a instalação deu-nos a oportunidade de conferir um ponto mais físico e real à nossa coleção e mostrar uma dimensão para além da roupa, convidando o público para a casa de Ernest. A Tem-Plate deu-nos a oportunidade de apresentar o nosso trabalho pela primeira vez em Portugal”, comenta Baker.

“Para nós, faz todo o sentido começar as nossas exposições com uma marca emergente a nível internacional, que conta com influências do país nos qual decidimos abrir a nossa primeira loja”, reconhecem Rune Park e Robby Vekemans. Assim, a loja irá propor uma oferta que combina o talento local com uma nova geração de designers, como os vencedores do prémio LVMH Marine Serre e Doublet, bem como uma série de edições especiais. O seu catálogo inclui uma rica seleção de marcas de renome como Comme des Garçons, Burberry, Loewe, Raf Simons, Thom Browne, Jil Sander, Moncler, Maison Margiela, Yohji Yamamoto, Valextra, Off-White, Jacquemus, Richard Quinn, Bottega Veneta, A-Cold-Wall, Ambush, Palm Angels, Undercover ou Martine Rose, entre outros. Sem dúvida, uma proposta exclusiva de valor, que eleva a moda de Lisboa a um nível de luxo.

Fonte: Fashion United

Subscribe

Subscribe now to our newsletter

Ao clicares nesta caixa, concordas (SIM) com os nossa política de privacidade e armazenamento dos teus dados para (e somente) envio te publicações periódicas sobre os conteúdos que publicamos na Janela Urbana.